Marcorè fala sobre a seu personagem sobre as novidades da terceira temporada de Medici e como foi trabalhar ao lado de Daniel Sharman. Confira a entrevista completa e traduzida do ator para a revista GENTE:

Neri Marcorè, 53 anos, é coroado Papa Inocente VIII, pelo padre Timoteo (Fabrizio Rizzolo, 55), na série I Medici: Nel Nome Della Famiglia, de Christian Duguay, transmitido em Rai1 a partir de 2 de dezembro por quatro noites. Seu pontificado durou de 1484 a 1492.

LORENZO E SEUS ADVERSÁRIOS

Daniel Sharman, 33 anos, (o mais alto) é o Magnífico. Da esquerda: Ray steverson, 55, é rei Ferrante De Napoles; Gaia weiss, 28, é Ippolita Sforza; Johnny Harris, 46, é Bruno Bernardi; Jack Roth, 35, é Girolamo Riario o senhor de Ímola; David Brooks, 50, é Ludovico Ricci.

O PODER

Papa Marcorè está sentado no trono de Peter no Vaticano, em uma cena da série produzida por Lux e Rai com o americano Frank Spotnitz.
Innocenzo VIII foi eleito pontífice graças ao dinheiro e influência dos Medici que o apoiaram porque o consideravam manipulável, mas uma vez eleito, ele mostrou habilidades políticas e astúcia inesperadas.

EU SOU O MANIPULADO PAPA INNOCENZO

《Me deixei ser elegido com o apoio de Lorenzo o Magnífico, mas uma vez no poder ele não fez nada》 Ele diz aos negros. É a segunda vez que ele veste roupas de um pontífice.

《Desafiador? Sim, acima de tudo não deixe cair a tiara》

O NOVO ‘MEDICI’

Alessandra Mastronardi, 33 anos, com a capa comprida com capuz é Lucrezia Donati, amante de Lorenzo De’ Medici; atrás dela está Pietro Ragusa, 54, é o cardeal Niccoló Ardinghelli. Nesta cena, eles estão testemunhando um sermão de Savonarola em Florença.

AURORA DE LUTO

Aurora Ruffino, 30 anos, é Bianca De’ Medici com o irmão Lorenzo (Daniel Sharman) no funeral de sua esposa, Clarice, em 1488.

O EXÉRCITO E A ACADEMIA

Duas cenas do set dos Medici, em nome da família. À esquerda, o exército Florentino está se preparando para colidir com o do Papa Sisto IV, liderado por seu sobrinho Girolamo Riario, senhor de Ímola. Á direita, alguns jovens desenham nos jardins de San Marco, onde Lorenzo havia criado uma Academia de Arte.

É travada uma guerra de dois anos contra Florença, mas será um fracasso. Á luz desses eventos, entendemos o porquê da morte de Sisto IV. Lorenzo, o Magnífico, fez de tudo para favorecer a eleição de um amigo Pontíficie e a escolha recai sobre Giovanni Battista Cybo, que se torna inocente VIII. “Mas o Papa é apoiado primeiro pelos Medici para ser eleito, depois que ele obtém o poder, não faz nada para encorajá-los, pelo contrário.” explica ele.

SERÃO QUEIMADOS NO FOGO

Francesco Montanari, 35, é Girolamo Savanarola, um frade dominicano nascido em Ferrara, que, por seus sermões contra o domínio dos Medici em Florença, em 1498 será enforcado como herege e seu corpo queimado para não se tornar um objeto de relíquia e adoração.

“A SAVONAROLA FICOU FURIOSO COM LORENZO, QUE FINANCIOU OS ARTISTAS ENQUANTO O POVO MORRIA DE FOME. ERA UM FANÁTICO”, DISSE MONTANARI

Marcorè, o ator da região de Marche, que na minissérie Papa Luciani, sorriso de Deus já havia interpretado uma Pontífice, Annette, que ele não conhecia. “Eu tive que estudar um pouco e descobrir sobre Deus, pois ele tinha amantes e filhos, como muitos cardeais na época. Lorenzo apoiou sua eleição porque tinha a ilusão de que ela poderia ser manipulada. Em vez disso, era muito mais estrategista dar o máximo que ele permitia ser entendido”. Marcorè ficou feliz por trabalhar em uma série com um elenco internacional:

“Me encontrei muito bem com Daniel Sharman, que interpreta Lorenzo: tizemos grandes conversas e descobrimos compartilhar o mesmo interesse pela música.” E poder atuar em inglês: “Finalmemte usei meus estudos de intérprete.

Tanto esforço, pelo menos, valeu alguma coisa. “Nada é jogado fora”, ele brinca. Nesta era dos papas, a televisão é muito bonita, como Jude Law na série The New Pope, dirigida por Paolo Sorrentino e Raoul Bova em Medici, onde Marcorè se encaixa? “Não nesse grupo”, ele sorri. “Eles me envelheceram com a adição de sombras e rugas: não saí muito bem”.

Até a bela Aurora Ruffino, que já interpretou Bianca De’ Medici na segunda temporada, sofreu muito envelhecimento. “Todas as manhãs eles me aplicavam ao redor dos olhos da mástique (cola líquida) que, secando, formava uma teia de rugas, e nos cabelos formavam-se fios brancos: descobri como meu rosto ficará no futuro, isso me impressionou”, diz ele. A história conta que Bianca, casada com Guglielmo Pazzi, foi exilada com o Marido após a famosa conspiração. A partir de então, ele nunca mais viu sua terra novamente (mas esta é a versão ficcional proposta pela série) que ela voltou a Florença para ficar perto de seu irmão Lorenzo quando perdeu sua amada esposa Clarice. “Na realidade, Bianca teve dezesseis filhos e morreu longe de casa. Se penso que, aos 30 anos, tenho medo de criar uma delas ainda criança, não sei realmente como as mulheres da época poderiam viver”. Elas nem sequer tiveram a possibilidade de escolher entre engravidar ou não. “Apenas considere também a dificuldade de vestir-se, com todas aquelas camadas de roupas complicadas: os corpetes e as anáguas faziam com que nem se pudesse usá-los sozinhos, precisávamos da ajuda de alguém. As mulheres tiveram zero independência.”

Muito pelo contrário de Aurora, que ama sua autonomia, viaja para o trabalho e para o amor, como quando ela vai a Toulouse para encontrar seu namorado engenheiro francês.

A série é internacional, mas se reúne em termos de figurinos e cenografia. “Juntamente com os estudos de Formello, onde os interiores foram reconstruídos, havia os laboratórios dos artesãos. Eu os vi trabalhando, criando tudo: eles fazem rendições e roupas, mas também carruagens. Tudo é tratado nos mínimos detalhes para trazer o melhor de ‘Made in Italy’ ao redor do mundo através da televisão. Uma experiência fabulosa”.

“A melhor coisa dessa série é a companhia: nós éramos muitos jovens atores de diferentes nacionalidades, todos longe de casa, em lugares bonitos como Pienza e Volterra. Nas noites de sexta e sábado, combinávamos de sair juntos. Você pode imaginar a família Medici reunida para cantar karaokê? Nós nos divertimos muito”.

Entrevista feita por: Sara Recordati
Tradução e Adaptação: DSN Team
Fonte: GENTE