O final de “Cursed” teve um final surpreendente sobre um personagem. HL falou com Daniel Sharman sobre o Monge Choroso da grande revelação e o que ele espera para a 2 temporada. Spoilers a frente!


Tem muito mais de Monge Choroso em “Cursed”. Ele não é apenas um assassino cruel. Entre os bosques, a um homem complicado com um coração. Nos momentos finais da 1 temporada depois de escapar com Percival, O Monge Choroso revela que seu nome de verdade é: O primeiro e único Lancelot, a principal figura da Lenda Arthuriana. Daniel Sharman revelou que quando ele descobriu que sabia que ia interpretar um personagem icônico.
“Foi algo que Tom Wheeler tinha que falar comigo sobre, então eu sabia na onde eu estava me metendo.” Daniel contou ao HollywoodLife. “Eu sabia que tinha um propósito final, essa revelação dessa pessoa, o que foi muito divertido. Eu poderia me comprometer com a primeira parte porque sabia para onde estava indo no final.”

Sabendo que Cursed explora a vida de Lancelot antes dele se tornar Lancelot, isso deu ao Daniel a chance de criar com a sua história do passado para seu personagem. “Eu acho que o que foi muito interessante sobre isso foi que eu pude fazer,” Daniel disse. “Você pode pensar: como ele chegou aqui e para onde ele vai? Por que ele se torna a pessoa que eventualmente se torna? Você pode preencher as lacunas, e eu falei com Tom sobre como chegaríamos lá, como ele acabou assim, e o que as lágrimas representam.” Contudo, Daniel leu sobre o passado de Lancelot em “vários outros mitos antigos.” Ele continua, “Ele tinha um temperamento específico. Ele é um personagem bem específico. Em grande parte, isso será algo que você terá que presumir que acontece após essa história ser contada. Ele chega lá mas passando por um lado louco do ângulo.”
Daniel amou estar apto a interpretar um personagem em que ninguém sabia a verdadeira identidade dele até o final “Eu sempre gosto dessas pessoas que têm um certo preconceito com ideias porque você pode sempre produzir uma reação nas pessoas quando eles são assim e não como eles seriam ou se ele se parece com isso,” o ator disse. “Eu acho que o que Tom e Frank [Miller] fizeram é algo que acontece o tempo todo. Quando você está em um mundo em que nenhuma dessas coisas (noções preconcebidas) realmente se aplicam, você simplesmente pode fazer e inventar. Como um humano gostaria de estar sob os cuidados de Carden? Ele tem sido um Feérico por si mesmo, que tipo de trauma ele deve ter passado para chegar a esse ponto? Então você constrói tudo a partir disso. E então no topo disso tudo, explorando como ele se expressa e o que está acontecendo por trás. Isso tudo foi posto em camadas.”

O que ele esperava ver potencialmente em uma 2 temporada, Daniel ainda definitivamente quer explorar a agitação do Lancelote. “Eu acho que seria muito interessante para começar desse ponto da revelação.” Daniel contou a HollywoodLife “Se finalmente chegarmos lá, essa ideia que deram para eles de pensar sobre o quanto ele está em conflito. Eu não acho que eu sou isso e então agora está tudo bem. Tem um profundo senso de representar emoções que estiveram escondidas por 15 anos, então interpretar um personagem que se apresenta com os termos de onde ele veio e quem ele é, como isso se desenrola? Eu não acho que será um processo rápido. Eu acho que seria um processo árduo.”

Tradução & Adaptação: Angélica, Júlia e Sara
Fonte: HL